Notificação sobre o abandono público da fé católica e da comunhão da Igreja por parte do Padre Wilson Vitoriano Ferreira da Silva e sua atual situação canônica Exorto os fiéis para que sejam “solícitos em guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz”


Notificação sobre o abandono público da fé católica e da comunhão da Igreja por parte

do Padre Wilson Vitoriano Ferreira da Silva e sua atual situação canônica

Exorto os fiéis para que sejam “solícitos em guardar a  unidade do Espírito pelo vínculo da paz”

(Ef 4,3).

Queridos diocesanos e diocesanas, há um pouco mais de um mês, nossa amada Igreja Particular de Jundiaí vive um dos momentos mais tristes de sua história: o abandono público da fé católica e da comunhão da Igreja por parte de um de seus presbíteros, o Padre Wilson Vitoriano Ferreira da Silva. Vendo-me obrigado a declarar a pena canônica na qual o sacerdote livremente incorreu e desejando dissipar toda confusão e inverdades, acho por bem explicar-lhes, resumidamente, todo o desenrolar desse triste acontecimento.

Continue lendo

Anúncios

O verdadeiro sentido do Natal para os católicos


Fonte: http://www.catolicismoromano.com.br/content/view/738/37/

O verdadeiro Natal nunca muda, pois não muda também a compreensão do que é o Natal na alma dos católicos de verdade.
Nessas almas, mais do que o consumismo estúpido, mais do que a vermelha figura do Papai Noel, em seu trenó deslizante no verão brasileiro, mais do que a maçante Gingle Bells, exaustivamente tocada nas lojas com descartáveis produtos coloridos, ressoa o hino cantado pelos anjos “Glória in excelsis Deo”.

Continue lendo

DEBATE INTER-RELIGIOSO SEM ESQUECER QUE CRISTO É DEUS!


Fonte: http://materecclesiauna.wordpress.com/2014/12/03/para-pensar-com-calma-e-nao-tornar-jesus-inutil/

Quando hoje a Igreja, com renovada consciência, abre-se para o diálogo com as outras religiões, deve sempre conservar a atitude de fecunda tensão que sempre a norteou no contato com as realidades não-cristãs:

De um lado abertura para reconhecer tudo quanto de bom aí possa encontrar-se, individuando nessas realidades as sementes do Verbo, espalhadas em todas as realidades criaturais, já que tudo quanto existe foi criado através do Filho morto e ressuscitado e para o Filho morto e ressuscitado. Isso nos livra de todo fechamento e de ver o demônio em tudo que esteja fora da sacristia!

Continue lendo

A Bíblia das Testemunhas de Jeová é confiável?


Fonte: http://www.veritatis.com.br/apologetica/106-biblia-tradicao-magisterio/818-a-biblia-das-testemunhas-de-jeova-e-confiavel

José Carlos Sampedro Forner

Freqüentemente em suas visitas domiciliares, os Testemunhas de Jeová não acham inconveniente que se use uma Bíblia católica. Porém, insensivelmente, a vão deixando para recorrer a sua própria versão. É confiável esta versão? Poderíamos falar de duas versões: a inglesa “Tradução do Novo Mundo” e a espanhola “Tradução do Novo Mundo da Santas Escrituras”.

Continue lendo

Críticas à tradução do Novo Mundo das Escrituras


Fonte: http://www.veritatis.com.br/apologetica/120-protestantismo/833-criticas-a-traducao-do-novo-mundo-das-escrituras

Dennis Swick

A Bíblia das Testemunhas de Jeová é conhecida como a Tradução do Novo Mundo. A Sociedade Torre da Vigia crê que esta é a tradução mais exata da Bíblia e é a única usada em seus ensinamentos e leitura. Esta Bíblia apareceu primeiramente em inglês, em um único livro, em 1961, após ter sido apresentada em cinco volumes sucessivos publicados em 1953, 1955, 1957, 1958 e 1960. A versão espanhola surgiu em 1967, numa primeira edição de 500 mil exemplares.

Continue lendo

A Necessidade do Magistério e da Tradição da Igreja


Fonte: www.veritatis.com.br

A Igreja Católica, desde os tempos apostólicos ensina que além da Sagrada Escritura, também é necessário para a formação doutrinal e moral da Igreja, a Sagrada Tradição (compreendendo aí os ensinamentos dos apóstolos e dos primeiros cristãos) e o Sagrado Magistério ( compreendendo o que os Concílios, o Bispo de Roma em particular, e em comunhão com ele todos os Bispos definem e ensinam como verdades de fé e moral ).

 Tal tríade abençoada ( Sagrada Escritura, Sagrada Tradição e Sagrado Magistério) foram e são os responsáveis pelo desenvolvimento e manutenção de toda a doutrina católica nestes vinte séculos de história cristã.

O Protestantismo nega tanto a Tradição quanto o Magistério legitimamente instituído por Jesus Cristo. Para eles, a única regra é a Sola Scriptura (ou seja somente a Bíblia e nada mais do que ela é regra de fé e de moral) interpretada livremente por qualquer pessoa ( método do livre exame ). Eis Martinho Lutero a dize-lo sem rodeios: “a todos os cristãos e a cada um em particular pertence conhecer e julgar a doutrina. Anátema a quem lhe tocar um fio deste direito” ( Conforme D. M. Luthers, Werke, Kritische Gesamtausgabe. Weimar, X. 2 Abt., p. 217, 1883 ss). Como se dissesse a cada um de seus seguidores: Eia pois, valoroso cristão! Tu és mestre de ti mesmo. Despreza tudo o que os primeiros cristãos, os Bispos e os Concílios definiram como verdade. Toma tu a bíblia, senta em tua saleta e defina tu mesmo o teu cristianismo!

Procuraremos demonstrar – Se Deus o consentir – que ao abandonar tanto a Sagrada Tradição quanto o Sagrado Magistério, o protestantismo provocou inadvertidamente sua própria dissolução doutrinária e orgânica. E hoje, infelizmente, sob o elástico nome de “protestantismo” se abrigam milhares e milhares de seitas doutrinariamente e disciplinadamente discordantes entre si. Causando um fragrante escândalo à causa ecumênica e ao desejo expresso de Jesus Cristo: ” Para que todos sejam um (…) e o mundo creia que tu me enviaste” ( Jo 17, 20-21).

Continue lendo

SE AS IMAGENS NÃO SÃO PROIBIDAS POR QUE OS CRISTÃOS DE ÉFESO NÃO ENCOMENDAVAM IMAGENS DOS ARTÍFICES?


Por Carlos Caso-Rosendi

Tradução: Carlos Martins Nabeto

– Pode me ajudar, quando puder, com as duas “dúvidas” de um protestante (leia o texto abaixo). Temo em não dar uma resposta satisfatória, portanto resolvi “pedir ajuda aos universitários”. Abraços (José Renato – Santos-SP)

 

<<Há anos perguntando, nenhum católico respondeu…

Seja você o primeiro católico a responder esta pergunta:

Atos 19 conta o seguinte:

– Paulo estava havia um bom tempo em Éfeso, e neste tempo muitos se converteram ao cristianismo e reuniam-se no teatro da cidade. Os artíficies (fabricantes de imagens de escultura) perdiam seus clientes com o significativo número de conversões ao cristianismo.

Por causa da redução dos lucros os artíficies fizeram um protesto contra Paulo e os cristãos, afirmando que por causa deles a sua profissão estava ficando em descrédito e que a deusa Diana também corria este risco por causa dos cristãos.

A pergunta é:

“Porque os cristãos desta época não encomendavam imagens de Maria, de Jesus, dos santos e dos profetas?”

“Será que os ourives iriam protestar por estarem perdendo clientes se os cristãos encomendassem imagens de escultura a eles? Tais artífices não ficariam felizes por ganharem novos clientes? Por que então os cristãos não faziam isso?”>> Continue lendo