Charges Contra o Aborto


A seguir algumas charges publicadas no site www.veritatis.com.br sobre o aborto e suas circunstancias. Aborto Nunca!

Já está morto!

Continue lendo

O FALACIOSO PROTESTANTISMO


 

catedral_luterana4

Imagem na Catedral Luterana

“Quanto a mim, não acreditaria no Evangelho se não me movesse a isso a autoridade da Igreja católica”. Santo Agostinho

 

O protestantismo vive num círculo vicioso. Vejamos, se hoje os Pais da Reforma ressuscitassem milagrosamente cairiam para trás ao ver a situação das igrejas por eles criadas e, muito provavelmente, seriam chamados de idólatras e pagãos por seus irmãos e filhos. Na verdade não precisamos ir tão longe na imaginação; comparem uma igreja metodista, anglicana, calvinista, luterana dos EUA, da Europa e do Brasil! Os metodistas ingleses e americanos usam imagens – ou ao menos usá-las não é motivo de discussão -, fazem igrejas em estilos góticos, gostam de cantos sacros e apreciam a piedosa devoção. Anglicanos invocam os santos, usam turibulo, seus líderes se paramentam como os Sacerdotes e Bispos católicos, constroem igrejas extremamente belas, usam velas, incensos etc. Já a Catedral Calvinista de Genebra honra a São Pedro, era lá onde Calvino pregava, fica ao lado do Museu da Reforma, quase um Vaticano protestante.

  Continue lendo

O RELATIVISMO DOS CATÓLICOS LIBERAIS E A DESCONSTRUÇÃO RELIGIOSA


Por Pedro Ravazzano

 

O que é ser um católico alienado? Se for, por acaso, seguir filialmente os ensinamentos da Igreja, obedecer ao Santo Padre, levar em conta a visibilidade da Igreja e o poder Magisterial, então eu sou um católico alienado e espero que todos sejam. E se, como pretendem alguns, ser um católico liberto significa desobedecer a Igreja, priorizar as teologias heréticas que se opõem propositalmente ao pensamento dogmático, desacatar os ensinamentos doutrinais em nome de um relativismo fruto da tentativa de adaptar a fé a crenças e objetivos mesquinhos e mundanos, então eu prefiro viver na prisão da religião, não sou um “católico liberto” Continue lendo

URGENTE: ABORTO EM RECIFE – BRASIL


Sábado, 7 de março de 2009

 

A TODOS AQUELES QUE COMPREENDEM O VALOR DA VIDA:

 

Na semana passada, foi descoberta uma gravidez de gêmeos em uma menina de 9 anos no nordeste brasileiro. O fato ocorreu na quarta feira dia 27 de fevereiro de 2009 na pequena Alagoinha, umacidade de 14 mil habitantes no interior do Estado de Pernambuco.

A menina já estava com 4 meses de gestação. O pai dos bebês seria o padrasto, um rapaz de 23 anos que vivia com a mãe da criança. O pai biológico da menina, que atualmente vive também em Alagoinha, havia se separado da mãe havia três anos. O padrasto foi preso na própria quarta feira à noite e a população da cidade chegou a tentar linchá-lo. Continue lendo

CELIBATO CLERICAL


Por Cledson Ramos – Apostolado Veritatis Splendor

 

Antes de mais nada, é preciso dizer que o celibato de padres e freiras, bem como de todos aqueles que fazem voto de castidade perante Deus e a Igreja, não é um Dogma (matéria de fé), mas apenas uma norma disciplinar interna da Igreja.

 

Como tal, a Igreja poderá alterar esta disposição (como já fez) ao longo do tempo. Da mesma forma, não há obrigação para que os católicos concordem incondicionalmente com tal regra. No entanto, devido a tantas confusões que o público faz quando se trata do assunto, é interessante saber porque a Igreja optou pelo celibato de seus religiosos.

Na verdade, os clérigos optaram por um outro tipo de matrimônio: um casamento com a Igreja. Assim, um sacerdote, que não tem os deveres de pai e toda as preocupações que são inerentes a um chefe de família, pode se dedicar plenamente a sua paróquia, a sua missão de evangelizador. Continue lendo

GRÁVIDA DE GÊMEOS EM ALAGOINHA – O lado que a imprensa deixou de contar


   A seguir publico na integra, um comunicado do Padre Edson Rodrigues da Diocese de Alagoinha, acerca do caso da menina grávida de gêmeos submetida a um aborto. Vale ressaltar que apoiamos os representantes da Igreja Católica na forma como se posicionaram e reagiram ante crime sofrido pela menina e depois o assassinato de 2 crianças. Ao ler o comunicado fica claro a intenção do Estado, desde o inicio, em praticar o aborto. E a Igreja Católica foi duramente criticada por defender a vida sendo ela a única a tomar esta posição. Clamo mais uma vez a não nos determos, e continuarmos a luta pela preservação da vida.

 

 

 

Por Padre Edson Rodrigues – publicado em seu blog.

 

 

Há cerca de oito dias, nossa cidade foi tomada de surpresa por uma trágica notícia de um acontecimento que chocou o país: uma menina de 9 anos de idade, tendo sofrido violência sexual por parte de seu padrasto, engravidou de dois gêmeos. Além dela, também sua irmã, de 13 anos, com necessidade de cuidados especiais, foi vitima do mesmo crime. Aos olhos de muitos, o caso pareceu absurdo, como de fato assim também o entendemos, dada a gravidade e a forma como há três anos isso vinha acontecendo dentro da própria casa, onde moravam a mãe, as duas garotas e o acusado. Continue lendo

Opinião : O aborto no caso da menina de 9 anos estuprada pelo padastro


     Não dá pra ficar indiferente ao caso da menina de 9 anos que ficou grávida, de gêmeos, ao sofrer abuso sexual do padastro. Um caso de comoção nacional, que ocorreu em Alagoinha – Pernambuco, seja pela situação em si, como pela repercussão da decisão da equipe médica de realizar um aborto. No entanto, a opinião geral, diz que está correto adotar este procedimento, pois a vida da menina não pode correr “perigo” por alguém que nem nasceu ainda. E mais uma vez o Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, deixa clara sua posição pró-abortista e condena a decisão do Arcebispo de Olinda e Recife, D. José Cardoso Sobrinho de se posicionar contra o aborto em qualquer circunstância. E mais uma vez este humilde blog deixa clara sua posição contra o aborto.

 

   O crime sofrido pela menina não pode e nem deve ficar em segundo plano. A violência em todos os sentidos deixa marcas profundas. O que dizer de crianças sofrendo com esta violência generalizada. Pais, parentes próximos, vizinhos ou o caso do caseiro que matou uma criança de 3 anos depois de abusa-la sexualmente, são reflexo de uma sociedade que perdeu por completo seus valores e noção civilidade e respeito. Como então agir diante disto? Dando exemplo, sempre, sem nunca dar motivos pra justificar atos de violência. O caso é triste, mas mais triste é o desenrolar da história onde agora temos ao invés de 1 vítima temos 3 vitimas. Uma estuprada e duas assassinadas.

 

   As crianças assassinadas não eram crianças neste caso? Quando ela é desejada, planejada, querida ela é uma criança que merece todo e qualquer cuidado. Quando não é desejada ou fruto de violência ela deixa de ser criança e passa a ser coisa. Que critérios estamos usando? Conforme a conveniência. Neste caso a “saída mais fácil” e “menos dolorosa” foi o aborto de duas crianças. As marcas da violência sexual ficam, não tenho dúvidas, mas as marcas de perder um filho ou dois é mais dolorosa e amarga. Neste momento é preciso ver casos onde o aborto não foi a solução adotada, mas a mídia simplesmente ignora e em busca de uma liberdade relativista, procura sensibilizar a todos da gravidez de risco. Mas sequer citam a morte de duas crianças que pagaram por pena de morte mesmo sendo inocentes. Sugiro a leitura da carta de Gianna Jessen:

 

https://comunidadecatolica.wordpress.com/2007/10/03/fui-abortada-carta-de-uma-sobrevivente-de-aborto/

 

   Sempre friso que o aborto é a “solução final” dos nossos tempos. É a inconseqüência pura da falta de fé e amor do homem. Justo o homem que foi escolhido entre todas as criaturas para ser filho de Deus. E talvez por ter essa importância toda ele se acha na condição de decidir sobre a vida e a morte. Reforço minha posição, neste caso e em outros, de ser contra o aborto. E faço um apelo a você leitor que ajude nesta missão. Sugiro assistir os seguintes vídeos:

 

https://comunidadecatolica.wordpress.com/2007/09/05/video-de-um-aborto/

 

https://comunidadecatolica.wordpress.com/2007/11/09/mais-videos-sobre-aborto/

 

https://comunidadecatolica.wordpress.com/2008/06/26/video-de-aborto-uma-dura-realidade/

 

   Por fim devo destacar a firmeza da posição e pronunciamento de D. José Cardoso Sobrinho, que imediatamente se posicionou contra a prática do aborto neste caso. Deixo aqui meus cumprimentos e desde já meu apoio ao Arcebispo de Olinda e Recife. É de exemplos assim que precisamos cada vez mais na Igreja Católica. A firmeza em se posicionar frente aos participantes deste ato inconseqüente foi correta. A mensagem deve ser clara e sem concessões. Aborto Nunca.